Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Filtrar por data

Como Chegar

Praça Ruy Barbosa, 104 | Centro
Belo Horizonte | MG | 30.160-000
Telefone: (31) 3222-6457
contato@centoequatro.org

Funcionamento:
Café 104, Cine 104 e espaços multiuso: consulte a programação

Acesso para deficientes

Programação

  • 01 ago 20 dez 2017

    [ Cine 104 - inscrições ] A Escola vai ao Cinema

    Cine 104 abre inscrições para a edição 2017 do projeto “Escola Vai ao Cinema”

    O Projeto “Escola Vai ao Cinema”

    Com o objetivo de propiciar o contato de estudantes com importantes filmes da cinematografia brasileira recente, o CentoeQuatro promove o programa educativo Escola Vai ao Cinema. A proposta é ampliar e formar público de curtas metragem.

    As sessões desta edição terão como público-alvo, estudantes do programa EJA – Ensino Jovens e Adultos, da rede pública, a fim de oportunizar uma programação mais plural e inclusiva. A escola poderá escolher um filme das opções apresentadas – Programa de Curtas Metragem ou o longa-metragem, agendar a data e horário da sessão – às segundas-feiras, turno tarde ou noite.

    As atividades acontecem no Cine 104, que tem capacidade para 90 pessoas. A sessão é gratuita para escolas públicas, devendo a escola ser responsável apenas pelo transporte dos alunos. As escolas particulares que tiverem interesse, também podem participar do programa, basta entrar em contato pelo e-mail cine@centoequatro.org para saber as condições e valores.

    As escolas da rede pública que tiverem interesse em levar turmas de alunos para assistir à sessão comentada, deverá se cadastrar pelo e-mail cine@centoequatro.org sendo é já devem indicar a data pretendida e horário.

    Além da exibição de filmes, o projeto A Escola Vai ao Cinema, propõe que esta experiência com o cinema seja mais profunda e rica, onde a partir de um bate papo, o público possa refletir e debater sobre a obra exibida. Para isso, todas as sessões contam com a presença de especialistas convidados que, após a sessão do filme, debatem com os estudantes desde a linguagem cinematográfica a questões sociais e políticas trazidas em cada filme. A convidada dessa edição é Maria Elisa Macedo.

     Escola vai ao Cinema: Filmes disponíveis para agendamento de sessões para escolas 2017

    - Programa de Curtas Metragens
    (nessa opção, serão apresentados três filmes de curtas metragens realizados em Belo Horizonte)

    Estado Itinerante (Dir. Ana Soares, 2016, 25min)
    Na missão, com Kadu (Dir. Aiano Bemfica, Kadu Freitas & Pedro Maia de Brito,
    2016, 28 min.)
    Quinze (Dir. Maurílio Martins, 2015, 25min)

    - Exibição Longa Metragem
    (nessa opção será feita a exibição de um longa metragem)

    Era o Hotel Cambridge (Dir. Eliane Caffé, 2015, 99 min.)

    Informações sobre os filmes:

    Programa Curtas Metragem

    Estado Itinerante
    Direção: Ana Soares
    2016, 25 min

    Sinopse:Vivi quer escapar de uma relação opressora. Em período de experiência como cobradora de ônibus, ela trabalha desejando não voltar para casa. A semana passa rápido, entre as paradas no ponto final e o itinerário os encontros com outras cobradoras fortalecem a mulher trabalhadora e seu desejo de fuga. Logo é final de semana e o centro de Belo Horizonte já não parece tão longe do bairro Boa Vista.

     

    Na missão, com Kadu
    Direção : Aiano Bemfica, Kadu Freitas & Pedro Maia de Brito
    Ano : 2016
    Duração : 28 min.

    Sinopse : Na luta por moradia em Belo Horizonte, no maior conflito fundiário urbano da américa latina, um militante, sua câmera e seu povo enfrentam o poder dos cassetetes e das bombas de gás

     

    Quinze
    Direção: Maurílio Martins
    Ano : 2015
    Duração : 25 min.

    Sinopse : Na periferia de Contagem, sob paredes sem acabamento, Raquel tem alguns sonhos. Por ora, a festa da filha, que fará 15 anos, é o maior deles. Em meio a isso há contas a pagar, a busca pelo próximo modo de ganhar dinheiro e há o amor por Cleide. Premiado na Mostra de Cinema de Tiradentes.

    Longa Metragem

    Era o Hotel Cambridge
    Diretora :. Eliane Caffé
    Ano : 2015
    Duração : 99 min.
    Classificação indicativa : 14 anos

    Sinopse – O longa narra a trajetória de refugiados recém-chegados ao Brasil que, juntos com trabalhadores sem-teto, ocupam um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Em meio à tensão diária da ameaça do despejo, revelam-se dramas, situações cômicas e diferentes visões de mundo.

    Moderadora participante

    Maria Elisa Macedo - Desenvolve projetos cinema, arte e educação, é uma das curadoras do “A Escola vai ao cinema”, projeto que integra desde 2013. Cursou Mestrado em Cine y Teatro latinoamericano na Universidad de Buenos Aires e é graduada em Jornalismo no UNI-BH. Entre seus trabalhos autorais estão o curtas metragens, a exposição fotográfica “Mira, um olhar sobre Cuba”, além de ser idealizadora do projeto de filme-carta “Cartas Visuais”.

    Detalhes

    Saiba mais
  • 23 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de curtas + Roda de conversa ]

    CURTAS | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| TEMÁTICA: PESSOAS

    → 23 de agosto
    Horário: 19h
    Classificação indicativa – 18 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    JOSÉ BALEIA, Julio Cruz
    FICÇÃO, DCP, COR, 24’09, MG, 2016

    Sinopse – Então, uma vez eu tava andando na rua e vi uma pichação. Daí eu sentei no colo dela e fiquei uma pá de tempo olhando os movimento todo. Só que eu comecei a pensar nuns lance de vida, de infância e resolvi parar. Os cara já tava esperando alguma coisa a mó cara.

    A TARADA DO METRÔ, Andrea Vieira Abdala
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 5’19, MG, 2015

    Sinopse – Descobri o jeito mais prazeroso de passar o tempo no transporte público.

    ÓPIO, Léo Garcia
    VIDEODANÇA, DIGITAL, COR, 5’57, MG, 2014

    Sinopse – “É antes do ópio que a minh’alma é doente. Sentir a vida convalesce e estiola E eu vou buscar ao ópio que consola Um Oriente ao oriente do Oriente.” (Fernando Pessoa) Cada um temseu vício, seu refugio, seu consolo. Mas este, assim como a droga, não consola, só adormece algo que ainda pulsa dentro do estômago e derrete a mente. Você consegue ver qual é seu ópio? As pessoas andamcegadas pelos inúmeros ópios que a vida nostraz. Cabe a cada um de nós escolher viver com eles ou enfrenta-los.

    PRETERIR, Marcos Donizetti da Silva
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 30’01, MG, 2016

    Sinopse – Preterir se propões [a trazer reflexões sobre o tema solidão da Mulher Negra, a partir de histórias e vivências de mulheres de diferentes idades, moradoras da cidade de Belo Horizonte e Região metropolitana.

    NÓS MULHERES R(E)XISTIMOS, Zi Reis
    VIDEOPOEMA, DIGITAL, COR, 2’32, MG, 2015

    Sinopse: Graças as que vieram antes, nós, mulheres dessa geração, não estamos acostumadas a caber no que homem algum diz ser nosso lugar. Não conseguimos ver mulheres sendo golpeadas com argumentos de ódio, sem nos levantarmos. Quando uma de nós é assassinada, morremos todas um pouco. Quando somos agredidas nas ruas por protestar, vemos nosso espaço de direito, luta e circulação atacado. NÓS MULHERES R(E)XISTIMOS! PLURAL DE EXISTIR É RESISTÊNCIA – Video poema realizado com poetas de São Paulo e Belo Horizonte.

     Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com os diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: O CORPO, A MULHER, A CIDADE

    Um retrato da cidade, uma cena de machismo, um corpo oprimido, a naturalização de problemas estruturais em uma sociedade patriarcal e racista. Que realidade é essa? Quais alternativas e soluções as mulheres e os movimentos feministas constroem para lidar com as violências impostas pela cidade? Como cinema, uma vez ocupado pelas mulheres, pode abrir espaços para denúncia, diálogo e empoderamento?

    Convidada: Tatiana Costa– professora do Centro Universitário UNA, realizadora audiovisual e membro do coletivo Elas Pretas | MG
    Mediadora: Paula Kimo– pesquisadora e curadora da Mostra CineBH – Mostra A Cidade em Movimento |MG

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 23 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de curtas ]

    21h – CURTAS– MOSTRA BRASILEIROS NO EXTERIOR

    Horário: 21h
    Classificação Livre
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    RETRATOS PARA VOCÊ, Pedro Nishi
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 12’31, SP, 2016

    Sinopse -  He Junting, uma menina chinesa de 7 anos, descendente da etnia Xibe, mora na província de Xinjiang. Um dia, ela conhece um estrangeiro que veio de muito, muito longe. Ela conta para ele sobre a sua história, seu dia-a-dia, seu gosto pela dança, sobre a sua família e seu descendentes. He Junting e sua família acolhem o estrangeiro. Até que chega a hora dele voltar para seu país, o Brasil. Eles precisam se despedir, sem saber quanto tempo durará esse adeus.

    OLTEANCA, João Pedro Borsani
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 19’44, RJ, 2016

    Sinopse -  Olteanca é um vilarejo rural no interior da Romênia. A vida no campo é tranquila e parece passar mais devagar que o normal. Mesmo devagar, o tempo ainda passa, e a população envelheceu. Os jovens deixaram o vilarejo para nunca mais voltar.

    COSME, Luciano Scherer
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, P&B, 13’43, RS, 2016

    Sinopse – Cosme é Thiago Médici, um compositor folk que ninguém ouviu.

    ENTER, Rafael de Toledo e João Lima
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 13’39, PR, 2016

    Sinopse – Retorno e Reflexão.

    O CHORO DE PRANH, Rafael de Toledo, João Lima e Eduardo Camargo
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 9’20, PR, 2016

    Sinopse – Klau, Sydney e grupos turísticos interagem com o Camboja

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 24 ago 2017

    Mostra CineBH [ Nissim Dit Max ]

    Mostra CineBH:NISSIM DIT MAX

    → 24 de agosto
    Horário:
     17h
    Classificação indicativa – 14 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA RETROSPECTIVA PIERRE LÉON

    [ DOCUMENTÁRIO, DIGITAL,COR ]

    Direção: Pierre Léon, Vladimir Léon
    83’, FRANÇA, 2003
    Com Max, Svetlana, Michèle, Pierre Léon, Vladimir Léon, Jacques Rossi, Marina Vlady

    Um apartamento de periferia. Um jantar em família (talvez um aniversário, os 78 anos de Max Leon). Um velho homem sentado em um sofá. Ao seu lado, seus dois filhos e sua mulher. Na televisã ,assistem a imagens da despedida de orbatchev. Terminado o programa , o homem evoca a época de Gorbatchev e a Rússia que ele conhecera. Um dos seus filhos pede que lhes conte como tudo começou. Max Leon evoca sua infância, quando ainda não tinha u nome de militância: Nissim.

    Mais informações >> www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 24 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de curtas + Roda de conversa ]

    URTAS | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| TEMÁTICA:LUGARES E PESSOAS

    → 24 de agosto
    Horário: 19h
    Classificação indicativa – 12 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.


    DE MAGRELA, Marcelo Lin, Michel Brasil
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 3’08, MG, 2016

    Sinopse – O filme é um convite para um ?rolê? na cidade de Belo Horizonte ? MG/Brasil. Durante os percursos, o Jovem Comum, que faz uso da bicicleta como meio de transporte, nos conta como esta prática além de um estilo de vida é um posicionamento politico.

    PÓLIS, Marcos Pimentel
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 22′, MG, 2009

    Sinopse – Um dia qualquer, uma cidade comum. O horror e o sublime do urbano em constante transformação, numa era onde não há nada acabado, definitivo. Construção e destruição, sístole e diástole expressas na poética da pólis contemporânea.

    OSTENTAÇÃO, Marcelo Lin, Fernando Rossi
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 24’20, MG, 2016

    Sinopse – Ostentação: ato ou efeito de exibir com pompa e vaidade, bens, direitos e propriedades, fazendo referência à necessidade de se mostrar luxo ou riqueza. Em meio à realidade brasileira de contrastes sociais extremos, o documentário lança um olhar a partir dessa palavra-chave sobre a cidade de Belo Horizonte, e encontra a Cidade Administrativa de Minas Gerais e o seu entorno.

    MUDANÇA DE HÁBITO, Álvaro Andrade, Thiago Rodrigues, Vinícius Andrade
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 22’22, MG, 2017

    Sinopse – No fim do dia, em pleno horário de pico, uns esperam cansados a chegada do transporte público, outros exercitam-se numa academia, e uma manifestação interrompe o fluxo de automóveis na tentativa de chamar atenção para a necessidade de mobilização diante do delicado momento político do Brasil. Um pueril programa de rádio age sobre a cena.

    A CIDADE QUE VIVE EM MIM, Fernanda Estevam
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 8′, MG, 2014

    Sinopse: O documentário aborda, de forma poética, o paralelo entre o passado do casarão da rua Manaus, em Belo Horizonte, e o presente da ocupação Espaço Comum Luiz Estrela. O casarão abrigou um manicômio infantil. Abandonado por 19 anos, em outubro de 2013, ele foi redescoberto e preenchido de arte e política.

    Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com a presença dos diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: A CIDADE EM DISPUTA

    A cidade e as pessoas que a habitam: conflitos estabelecidos no cotidiano de uma metrópole. Mobilidade urbana, especulação imobiliária, desigualdade social, espaços públicos abandonados. Como resistir diante de uma cidade que cresce a passos vertiginosos priorizando carros e edifícios em detrimento à vida que caminha, que pedala, que ocupa? Quais caminhos apontados pelos coletivos e movimentos sociais?

    Convidada: Fernanda Cardoso – urbanista, Estúdio Gira| MG
    Mediadora: Paula Kimo – pesquisadora e curadora da Mostra CineBH – Mostra A Cidade em Movimento | MG

    Detalhes

    Saiba mais
  • 24 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de curtas ]

    CURTAS | CURTAS –MOSTRA CONTEMPORÂNEA

    → 24 de agosto
    Horário: 21h
    Classificação indicativa – 16 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.


     

    ÂMAGO, Édier William
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 15’, PR, 2017

    Sinopse – O curta é um falso documentário que segue um jovem, aspirante a diretor de cinema, durante sua busca por uma história que possa ser filmada sem orçamento. Apresenta as dificuldades de se fazer cinema em um país que valoriza apenas produções internacionais.

    ALGO DO QUE FICA, Benedito Ferreira
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 23’06, GO, 2017

    Sinopse: Avó e neta estão de mudança da casa onde vivem no Centro de Goiânia, ao lado do lote do acidente do Césio 137. Em breve a casa será demolida para a construção de um museu. Enquanto isso, uma estranha presença orbita pela casa.

    HIC, Alexander Buck
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 14’36, ES, 2017

    Sinopse – Maratonista africano vence a 13ª Maratona Internacional de Vitória quando uma crise de soluço o leva para longe de sua medalha e de seu sonho.

    AULA DE ANATOMIA, Sidney Schroeder
    EXPERIMENTAL, DIGITAL, P&B, 4’52, RJ, 2017

    Sinopse: Corpo, imagem, cinema, afetos, corte, aula de anatomia. Filme criado a partir da clássica cena do chuveiro do filme Psicose, de Alfred Hitchcock, de 1960.

    MERCADORIA, Carla Villa-Lobos
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 15’20, RJ, 2017

    Sinopse: A partir da chegada de uma novata, seis mulheres compartilham suas experiências, desejos e medos no trabalho com a prostituição.

    Detalhes

    Saiba mais
  • 25 ago 2017

    Mostra CineBH [Mostra de curtas + Roda de Conversa]

    CURTAS | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| TEMÁTICA: COMUNIDADE, LUGARES E PESSOAS

    → 25 de agosto
    Horário: 19h30
    Classificação indicativa – 14 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.


    TABA, Marcos Pimentel
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 16′, MG, 2010

    Sinopse – Sobre os escombros e destroços das cidades contemporâneas, os novos guerreiros urbanos improvisam diariamente por ruas e ruínas… Representantes de diferentes tribos experimentam suas guerras cotidianas pela sobrevivência habitando um território desigual e em contínuo desequilíbrio. Um documentário que desnuda os contrastes e contradições que a vida na cidade nos reserva.

    DUELO DE MCS NACIONAL 2016 –COBERTURA DA GRANDE FINAL
    , Flávio Charchar
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 8′, MG, 2016

    Sinopse – O vídeo registra a festa da grande final do Duelo de Nacional 2016, projeto idealizado pela Família de Rua, de Belo Horizonte, que acontece desde 2012 e se tornou a maior batalha de MCs do Brasil. Nesta edição, o MC Sid, do Distrito Federal, venceu a disputa.

    RAP CONTAGEM: MÃO ÚNICA
    , Rafael Leite
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 23’41, MG, 2016

    Sinopse – Por mais antiga que seja a cultura de rua, a cena do Rap em Contagem vem, cada vez mais, se profissionalizando. Um dos grupos responsáveis por isso é o Mão Única, que acabou de lançar a mixtape Contagem 002, mostrando a importância do rap para dar visibilidade ao local de onde eles vêm (ou melhor, visibilidade à sua quebrada).

    APARECIDO, Thiago Valle
    EXPERIMENTAL, DIGITAL, COR, 1′, MG, 2016

    Sinopse – Este é um videoarte extraído do documentário Converse com o Aparecido, também produzido por Thiago Valle e Matheus Machado. Aparecido vagueia pela cidade obscura, faz parte dela e é absorvido em uma caminhada de total esvaziamento dos espacos…

    PELÉ, Diogo Sousa, Matheus Prado
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 12’04, MG, 2017

    Sinopse: Esse é um pequeno recorte da história de um dos muitos homens negros brasileiros apelidados de Pelé. Ex-morador de rua, Expedito Cândido mora de favor nos fundos de um estacionamento de Belo Horizonte e se sustenta lavando carros. Ao anoitecer, ele se arruma e sai para praticar o seu hobby favorito: dançar.

    SEGUNDA PRETA –1ª TEMPORADA, Pablo Bernardo
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 7’37, MG, 2017

    Sinopse: A segundaPreta é um movimento criado por artistas pretos e pretas da cidade de Belo Horizonte. Pensado como um quilombo, tornou-se um espaço onde podemos, além de nos fortalecermos e nos cuidarmos, mostrarmos nossas produções artísticas e gerarmos conhecimentos sobre nós mesmos. Um espaço de fabulação onde podemos nos inventar constantemente. A primeira temporada aconteceu entre janeiro e fevereiro de 2017 no Teatro Espanca e foi composta por diversas obras.

    Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com a presença dos diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: O QUE ACONTECE AQUI?

    Historicamente o baixio do Viaduto Santa Tereza é ocupado pelas artes e juventudes de várias regiões da cidade. O que acontece aqui? Rap, pixo, dança, grafite, samba, teatro, música, morada. A região é espaço de luta e resistência pela livre expressão e contra a gentrificação e a higienização promovida pelas políticas urbanas do município. Arte e cultura, vida e política se encontram nesse lugar.

    Convidada: Ludmila Zago – representante da Real da Rua e coordenadora da Frente Cultura de Rua, do Programa de Pesquisa Cidade e Alteridade /UFMG | MG
    Mediadora: Paula Kimo – pesquisadora e curadora da Mostra CineBH – Mostra A Cidade em Movimento| MG

    Detalhes

    Saiba mais
  • 25 ago 2017

    Mostra CineBH [ O som que vem das ruas 3 + Performance + Show ]

    Mostra CineBH: O SOM QUE VEM DAS RUAS 3

    → 26 de agosto
    Horário:
     21h
    Classificação Livre 
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA – MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| SESSÃO ESPECIAL “WORK IN PROGRESS”

    [ DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR ]

    Direção: Bruno Figueiredo
    72′, MG, 2017

    Início da década de 70. B onx, Nova Iorque. Em meio ao caos do gueto e das gangues da maior metrópole do mundo surge um novo e revolucionário estilo de vida: o hip hop! Em pouco anos já se torna parte do estilo de vida da juventude de todo o mundo… e em Belo Horizonte, na década de 80, não foi diferente. Ouça o som que vem das ruas.

    COMEMORAÇÃO DOS 10 ANOS DO DUELO DE MCs

    22h30 – ARTE | PERFORMANCE

    Local: Cine-Lounge | Centro Cultural CentoeQuatro

    G.A. BARULHISTA

    23h30 – ARTE | SHOW

    Local: Cine-Lounge | Centro Cultural CentoeQuatro

    DUELO DE MCs

    FAMÍLIA DE RUA – POCKET SHOW

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 26 ago 2017

    Mostra CineBH [ Li Per Li ]

    Mostra CineBH:LI PER LI

    → 26 de agosto
    Horário:
     17h
    Classificação indicativa – 12 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA RETROSPECTIVA PIERRE LÉON

    [ FICÇÃO, DCP, P&B/B&W ]

    Direção: Jeanne Balibar, Pierre Léon
    61’, FRANÇA, 1994
    Com Serge Renko, MathieuRiboulet, Vladimir Léon, Renaud Legrand, Pierre Léon

    Cinco extraterrestres diferentões aproveitam seus últimos momentos na Terra. Apenas um deles sobrará para guardar o segredo de todos. Cópia restaurada por Pierre Léon em 2015 com o apoio de Maxence Dussère.

    Mais informações >> www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 26 ago 2017

    Mostra CineBH [ Da lona ao Pai Tomás + Roda de conversa ]

    Mostra CineBH: DA LONA AO PAI TOMÁS: A HISTÓRIA DO CABANA CONTADA POR SEUS PRIMEIROS MORADORES

    → 26 de agosto
    Horário:
     1815
    Classificação Livre 
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| TEMÁTICA: COMUNIDADE

    [ DOCUMENTÁRIO,DIGITAL, COR ]

    Direção: Marcus Vieira
    100′, MG, 2016

    O filme conta a história da comunidade da Cabana do Pai Tomás, uma das maiores da cidade de Belo Horizonte, desde o seu processo de ocupação nos anos de 1960 até os dias atuais, através da memória oral e imagética de seus primeiros moradores.

    Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com a presença dos diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: COMUNIDADE

    O direito à moradia, a ocupação dos espaços obsoletos na cidade, o crescimento das vilas e favelas. A história do Cabana é um dos exemplos de luta da população pela construção de uma cidade onde caibam todas e todos. Qual o alcance das políticas públicas de habitação para garantia de moradia digna nesta cidade? Como as comunidades se organizam para reivindicar as lacunas deixadas pelo Estado?

    Convidado: Luiz Ferna do Vasconcelos – advogado popular e militante das Brigadas Populares, mestre e doutorando
    em Direito (UFMG) | MG
    Mediador: Marcelo Miranda – crítico de cinema e curador da Mostra CineBH | MG

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 26 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de Curtas + Performance + Show ]

    CURTAS | MOSTRA RETROSPECTIVA GESTO DE CINEMA

    → 26 de agosto
    Horário: 21h
    Classificação Livre 
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.


    PAI AOS 15, Danilo Custódio
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 16’20, PR, 2016

    Sinopse – Gerson, um adolescente de 15 anos, vive a responsabilidade de cuidar de seu irmão mais novo, Léo.

    PAVÃO SEM CORES, Isabele Orengo
    EXPERIMENTAL, DIGITAL, COR, 8’44, PR, 2015

    Sinopse – Filme-fábula em homenagem a Delmárius Pavão Orengo.

    http://www.cinebh.com.br/programacao/filme/21218, Jandir Santin
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 17’17, PR, 2015

    Sinopse – Cafe, 17 anos, morador da periferia de Curitiba, encontrou o celular de Lina, 17 anos, que veio da Alemanha pra ver a Copa, e agora eles vão se encontrar.

    O MUNDO ESTRATIFICA O CORPO SE DESLOCA, Igor Urban
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 21’, PR, 2017

    Sinopse – Após a criação de AylaMiejski, e diante de questões a respeito de si próprio, o realizador vai ao encontro de outras artistas, de estilos diferentes. O filme é um recorte de algumas visões do ontem e do hoje sobre ser drag queen no Brasil.

    LUIZA, Caio Baú
    DOCUMENTÁRIO, DCP, COR, 15’, PR, 2017

    Luiza trata da delicada relação entre uma jovem deficiente e o universo que a cerca, tendo a sexualidade como fio condutor para abordar questões como preconceito, relações entre pais e filhos, superproteção da família, autonomia, diferenças e amor.

    ARTE

    22h30 – ARTE | PERFORMANCE

    Local: Cine-Lounge | Centro Cultural CentoeQuatro

    G.A. Barulhista

    23h30 – ARTE | SHOW

    Local: Cine-Lounge | Centro Cultural CentoeQuatro

    DUO FINLÂNDIA

    BRASCUBAZZ – LA NOCHE CUBANA

    Detalhes

    Saiba mais
  • 27 ago 2017

    Mostra CineBH [ Por exemplo, Electra ]

    Mostra CineBH: POR EXEMPLO, ELECTRA

    → 27 de agosto
    Horário:
     16h
    Classificação indicativa – 14 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA RETROSPECTIVA PIERRE LÉON

    [ FICÇÃO, DIGITAL, COR ]

    Direção: Jeanne Balibar, Pierre Léon
    80’, França, 2012
    Com Jeanne Balibar, Marlène Saldana, Pierre Léon, Emmanuelle Béart, Evelyne Didi, Edith Scob, Barbet Schroeder, Marie-Thérèse Allier, Yves-NoëlGenod, Thomas Scimeca

    Em Paris, Jeanne e Pierre se veem envolvidos em curiosos contratempos. Estão tentando dar vida a um projeto profissional. Por isto eles percorrem rapidamente alguns centros políticos de uma grande capital europeia (Paris) e muitas vezes se encontram com curiosos personagens de um universo surreal. Todavia, a vida real continua, seus devaneios se manifestam e seu projeto toma forma. Trata-se de sentir o mesmo romance sob duas perspectivas diferentes: ler a obra agradavelmente na beira da praia, de um lado da história, e lê-la desconfortavelmente dentro do metrô, do outro lado da narrativa. Ler o quê? Uma tragédia, uma tragédia grega, ou seja, um romance escrito na época da origem da democracia. Qual tragédia? Electra, a história de uma personagem não totalmente vitoriosa, porém tenaz e corajosa, que se recusa a abandonar a luta contra a injustiça!

    Mais informações >> www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 27 ago 2017

    Mostra CineBH [ Preto Velho da Lagoinha + Roda de Conversa ]

    Mostra CineBH: PRETO VELHO NA LAGOINHA

    → 27 de agosto
    Horário:
     18h
    Classificação Livre 
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO | TEMÁTICA: COMUNIDADE

    [ DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR ]

    Direção: Célio Dutra
    72′, MG, 2016

    O documentário de long -metragem Preto Velho na Lagoinha acompanha os ritos e preparativos da celebração do Dia do Preto Velho, uma das mais importantes festas da Umbanda no Brasil. O filme narra as semanas anteriores à festa e traz à luz a liturgia em torno da preparação e da celebração desse dia especial para a Umbanda, religião que carrega todo o sincretismo das diversas influências e matrizes religiosas que compõem o arcabouço cultural da nação brasileira, sobretudo a africana.

    Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com a presença dos diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: RELIGIOSIDADE

    Os preparativos, os rituais, a conversa de cozinha. O que une as pessoas em um terreiro de Umbanda? O processo de luta e resistência das religiões de matriz africana pelo direito à liberdade religiosa e contra a intolerância. O cinema como espaço ocupado pela força e pela fé de uma grandiosa família.

    Convidado: Ricardo Moura – guia religioso da Casa de Caridade Pai Jacob do Oriente| MG

    Mediador: Marcelo Miranda – crítico de cinema e curador da Mostra CineBH | MG

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 27 ago 2017

    Mostra CineBH [ Luz obscura ]

    Mostra CineBH: LUZ OBSCURA

    → 27 de agosto
    Horário:
     19h30
    Classificação indicativa – 13 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA CONTEMPORÂNEA | PRÉ-ESTREIA NACIONAL

    [ DOCUMENTÁRIO, DCP, COR E P&B ]

    Direção: Susana de Sousa Dias
    76’, PORTUGAL, 2017
    Com Pascal Cervo, Serge Bozon, Luna Picoli-Truffaut, Bernard Eisenschitz, Jean-Christophe Bouvet, Jackie Raynal

    Que rede familiar se esconde por trás de um único preso político? Como dar corpo a quem desapareceu sem nunca ter tido existência histórica? Partindo de fotografias da polícia política portuguesa (1926-1974), Luz Obscura procura revelar como um sistema autoritário opera na intimidade familiar, fazendo emergir, simultaneamente, zonas de recalcamento atuantes no presente.

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais

  • 23 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de curtas + Roda de conversa ]

    CURTAS | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| TEMÁTICA: PESSOAS

    → 23 de agosto
    Horário: 19h
    Classificação indicativa – 18 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    JOSÉ BALEIA, Julio Cruz
    FICÇÃO, DCP, COR, 24’09, MG, 2016

    Sinopse – Então, uma vez eu tava andando na rua e vi uma pichação. Daí eu sentei no colo dela e fiquei uma pá de tempo olhando os movimento todo. Só que eu comecei a pensar nuns lance de vida, de infância e resolvi parar. Os cara já tava esperando alguma coisa a mó cara.

    A TARADA DO METRÔ, Andrea Vieira Abdala
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 5’19, MG, 2015

    Sinopse – Descobri o jeito mais prazeroso de passar o tempo no transporte público.

    ÓPIO, Léo Garcia
    VIDEODANÇA, DIGITAL, COR, 5’57, MG, 2014

    Sinopse – “É antes do ópio que a minh’alma é doente. Sentir a vida convalesce e estiola E eu vou buscar ao ópio que consola Um Oriente ao oriente do Oriente.” (Fernando Pessoa) Cada um temseu vício, seu refugio, seu consolo. Mas este, assim como a droga, não consola, só adormece algo que ainda pulsa dentro do estômago e derrete a mente. Você consegue ver qual é seu ópio? As pessoas andamcegadas pelos inúmeros ópios que a vida nostraz. Cabe a cada um de nós escolher viver com eles ou enfrenta-los.

    PRETERIR, Marcos Donizetti da Silva
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 30’01, MG, 2016

    Sinopse – Preterir se propões [a trazer reflexões sobre o tema solidão da Mulher Negra, a partir de histórias e vivências de mulheres de diferentes idades, moradoras da cidade de Belo Horizonte e Região metropolitana.

    NÓS MULHERES R(E)XISTIMOS, Zi Reis
    VIDEOPOEMA, DIGITAL, COR, 2’32, MG, 2015

    Sinopse: Graças as que vieram antes, nós, mulheres dessa geração, não estamos acostumadas a caber no que homem algum diz ser nosso lugar. Não conseguimos ver mulheres sendo golpeadas com argumentos de ódio, sem nos levantarmos. Quando uma de nós é assassinada, morremos todas um pouco. Quando somos agredidas nas ruas por protestar, vemos nosso espaço de direito, luta e circulação atacado. NÓS MULHERES R(E)XISTIMOS! PLURAL DE EXISTIR É RESISTÊNCIA – Video poema realizado com poetas de São Paulo e Belo Horizonte.

     Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com os diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: O CORPO, A MULHER, A CIDADE

    Um retrato da cidade, uma cena de machismo, um corpo oprimido, a naturalização de problemas estruturais em uma sociedade patriarcal e racista. Que realidade é essa? Quais alternativas e soluções as mulheres e os movimentos feministas constroem para lidar com as violências impostas pela cidade? Como cinema, uma vez ocupado pelas mulheres, pode abrir espaços para denúncia, diálogo e empoderamento?

    Convidada: Tatiana Costa– professora do Centro Universitário UNA, realizadora audiovisual e membro do coletivo Elas Pretas | MG
    Mediadora: Paula Kimo– pesquisadora e curadora da Mostra CineBH – Mostra A Cidade em Movimento |MG

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 23 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de curtas ]

    21h – CURTAS– MOSTRA BRASILEIROS NO EXTERIOR

    Horário: 21h
    Classificação Livre
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    RETRATOS PARA VOCÊ, Pedro Nishi
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 12’31, SP, 2016

    Sinopse -  He Junting, uma menina chinesa de 7 anos, descendente da etnia Xibe, mora na província de Xinjiang. Um dia, ela conhece um estrangeiro que veio de muito, muito longe. Ela conta para ele sobre a sua história, seu dia-a-dia, seu gosto pela dança, sobre a sua família e seu descendentes. He Junting e sua família acolhem o estrangeiro. Até que chega a hora dele voltar para seu país, o Brasil. Eles precisam se despedir, sem saber quanto tempo durará esse adeus.

    OLTEANCA, João Pedro Borsani
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 19’44, RJ, 2016

    Sinopse -  Olteanca é um vilarejo rural no interior da Romênia. A vida no campo é tranquila e parece passar mais devagar que o normal. Mesmo devagar, o tempo ainda passa, e a população envelheceu. Os jovens deixaram o vilarejo para nunca mais voltar.

    COSME, Luciano Scherer
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, P&B, 13’43, RS, 2016

    Sinopse – Cosme é Thiago Médici, um compositor folk que ninguém ouviu.

    ENTER, Rafael de Toledo e João Lima
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 13’39, PR, 2016

    Sinopse – Retorno e Reflexão.

    O CHORO DE PRANH, Rafael de Toledo, João Lima e Eduardo Camargo
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 9’20, PR, 2016

    Sinopse – Klau, Sydney e grupos turísticos interagem com o Camboja

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 24 ago 2017

    Mostra CineBH [ Nissim Dit Max ]

    Mostra CineBH:NISSIM DIT MAX

    → 24 de agosto
    Horário:
     17h
    Classificação indicativa – 14 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA RETROSPECTIVA PIERRE LÉON

    [ DOCUMENTÁRIO, DIGITAL,COR ]

    Direção: Pierre Léon, Vladimir Léon
    83’, FRANÇA, 2003
    Com Max, Svetlana, Michèle, Pierre Léon, Vladimir Léon, Jacques Rossi, Marina Vlady

    Um apartamento de periferia. Um jantar em família (talvez um aniversário, os 78 anos de Max Leon). Um velho homem sentado em um sofá. Ao seu lado, seus dois filhos e sua mulher. Na televisã ,assistem a imagens da despedida de orbatchev. Terminado o programa , o homem evoca a época de Gorbatchev e a Rússia que ele conhecera. Um dos seus filhos pede que lhes conte como tudo começou. Max Leon evoca sua infância, quando ainda não tinha u nome de militância: Nissim.

    Mais informações >> www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 24 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de curtas + Roda de conversa ]

    URTAS | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| TEMÁTICA:LUGARES E PESSOAS

    → 24 de agosto
    Horário: 19h
    Classificação indicativa – 12 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.


    DE MAGRELA, Marcelo Lin, Michel Brasil
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 3’08, MG, 2016

    Sinopse – O filme é um convite para um ?rolê? na cidade de Belo Horizonte ? MG/Brasil. Durante os percursos, o Jovem Comum, que faz uso da bicicleta como meio de transporte, nos conta como esta prática além de um estilo de vida é um posicionamento politico.

    PÓLIS, Marcos Pimentel
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 22′, MG, 2009

    Sinopse – Um dia qualquer, uma cidade comum. O horror e o sublime do urbano em constante transformação, numa era onde não há nada acabado, definitivo. Construção e destruição, sístole e diástole expressas na poética da pólis contemporânea.

    OSTENTAÇÃO, Marcelo Lin, Fernando Rossi
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 24’20, MG, 2016

    Sinopse – Ostentação: ato ou efeito de exibir com pompa e vaidade, bens, direitos e propriedades, fazendo referência à necessidade de se mostrar luxo ou riqueza. Em meio à realidade brasileira de contrastes sociais extremos, o documentário lança um olhar a partir dessa palavra-chave sobre a cidade de Belo Horizonte, e encontra a Cidade Administrativa de Minas Gerais e o seu entorno.

    MUDANÇA DE HÁBITO, Álvaro Andrade, Thiago Rodrigues, Vinícius Andrade
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 22’22, MG, 2017

    Sinopse – No fim do dia, em pleno horário de pico, uns esperam cansados a chegada do transporte público, outros exercitam-se numa academia, e uma manifestação interrompe o fluxo de automóveis na tentativa de chamar atenção para a necessidade de mobilização diante do delicado momento político do Brasil. Um pueril programa de rádio age sobre a cena.

    A CIDADE QUE VIVE EM MIM, Fernanda Estevam
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 8′, MG, 2014

    Sinopse: O documentário aborda, de forma poética, o paralelo entre o passado do casarão da rua Manaus, em Belo Horizonte, e o presente da ocupação Espaço Comum Luiz Estrela. O casarão abrigou um manicômio infantil. Abandonado por 19 anos, em outubro de 2013, ele foi redescoberto e preenchido de arte e política.

    Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com a presença dos diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: A CIDADE EM DISPUTA

    A cidade e as pessoas que a habitam: conflitos estabelecidos no cotidiano de uma metrópole. Mobilidade urbana, especulação imobiliária, desigualdade social, espaços públicos abandonados. Como resistir diante de uma cidade que cresce a passos vertiginosos priorizando carros e edifícios em detrimento à vida que caminha, que pedala, que ocupa? Quais caminhos apontados pelos coletivos e movimentos sociais?

    Convidada: Fernanda Cardoso – urbanista, Estúdio Gira| MG
    Mediadora: Paula Kimo – pesquisadora e curadora da Mostra CineBH – Mostra A Cidade em Movimento | MG

    Detalhes

    Saiba mais
  • 24 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de curtas ]

    CURTAS | CURTAS –MOSTRA CONTEMPORÂNEA

    → 24 de agosto
    Horário: 21h
    Classificação indicativa – 16 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.


     

    ÂMAGO, Édier William
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 15’, PR, 2017

    Sinopse – O curta é um falso documentário que segue um jovem, aspirante a diretor de cinema, durante sua busca por uma história que possa ser filmada sem orçamento. Apresenta as dificuldades de se fazer cinema em um país que valoriza apenas produções internacionais.

    ALGO DO QUE FICA, Benedito Ferreira
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 23’06, GO, 2017

    Sinopse: Avó e neta estão de mudança da casa onde vivem no Centro de Goiânia, ao lado do lote do acidente do Césio 137. Em breve a casa será demolida para a construção de um museu. Enquanto isso, uma estranha presença orbita pela casa.

    HIC, Alexander Buck
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 14’36, ES, 2017

    Sinopse – Maratonista africano vence a 13ª Maratona Internacional de Vitória quando uma crise de soluço o leva para longe de sua medalha e de seu sonho.

    AULA DE ANATOMIA, Sidney Schroeder
    EXPERIMENTAL, DIGITAL, P&B, 4’52, RJ, 2017

    Sinopse: Corpo, imagem, cinema, afetos, corte, aula de anatomia. Filme criado a partir da clássica cena do chuveiro do filme Psicose, de Alfred Hitchcock, de 1960.

    MERCADORIA, Carla Villa-Lobos
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 15’20, RJ, 2017

    Sinopse: A partir da chegada de uma novata, seis mulheres compartilham suas experiências, desejos e medos no trabalho com a prostituição.

    Detalhes

    Saiba mais
  • 25 ago 2017

    Mostra CineBH [Mostra de curtas + Roda de Conversa]

    CURTAS | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| TEMÁTICA: COMUNIDADE, LUGARES E PESSOAS

    → 25 de agosto
    Horário: 19h30
    Classificação indicativa – 14 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.


    TABA, Marcos Pimentel
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 16′, MG, 2010

    Sinopse – Sobre os escombros e destroços das cidades contemporâneas, os novos guerreiros urbanos improvisam diariamente por ruas e ruínas… Representantes de diferentes tribos experimentam suas guerras cotidianas pela sobrevivência habitando um território desigual e em contínuo desequilíbrio. Um documentário que desnuda os contrastes e contradições que a vida na cidade nos reserva.

    DUELO DE MCS NACIONAL 2016 –COBERTURA DA GRANDE FINAL
    , Flávio Charchar
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 8′, MG, 2016

    Sinopse – O vídeo registra a festa da grande final do Duelo de Nacional 2016, projeto idealizado pela Família de Rua, de Belo Horizonte, que acontece desde 2012 e se tornou a maior batalha de MCs do Brasil. Nesta edição, o MC Sid, do Distrito Federal, venceu a disputa.

    RAP CONTAGEM: MÃO ÚNICA
    , Rafael Leite
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 23’41, MG, 2016

    Sinopse – Por mais antiga que seja a cultura de rua, a cena do Rap em Contagem vem, cada vez mais, se profissionalizando. Um dos grupos responsáveis por isso é o Mão Única, que acabou de lançar a mixtape Contagem 002, mostrando a importância do rap para dar visibilidade ao local de onde eles vêm (ou melhor, visibilidade à sua quebrada).

    APARECIDO, Thiago Valle
    EXPERIMENTAL, DIGITAL, COR, 1′, MG, 2016

    Sinopse – Este é um videoarte extraído do documentário Converse com o Aparecido, também produzido por Thiago Valle e Matheus Machado. Aparecido vagueia pela cidade obscura, faz parte dela e é absorvido em uma caminhada de total esvaziamento dos espacos…

    PELÉ, Diogo Sousa, Matheus Prado
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 12’04, MG, 2017

    Sinopse: Esse é um pequeno recorte da história de um dos muitos homens negros brasileiros apelidados de Pelé. Ex-morador de rua, Expedito Cândido mora de favor nos fundos de um estacionamento de Belo Horizonte e se sustenta lavando carros. Ao anoitecer, ele se arruma e sai para praticar o seu hobby favorito: dançar.

    SEGUNDA PRETA –1ª TEMPORADA, Pablo Bernardo
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 7’37, MG, 2017

    Sinopse: A segundaPreta é um movimento criado por artistas pretos e pretas da cidade de Belo Horizonte. Pensado como um quilombo, tornou-se um espaço onde podemos, além de nos fortalecermos e nos cuidarmos, mostrarmos nossas produções artísticas e gerarmos conhecimentos sobre nós mesmos. Um espaço de fabulação onde podemos nos inventar constantemente. A primeira temporada aconteceu entre janeiro e fevereiro de 2017 no Teatro Espanca e foi composta por diversas obras.

    Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com a presença dos diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: O QUE ACONTECE AQUI?

    Historicamente o baixio do Viaduto Santa Tereza é ocupado pelas artes e juventudes de várias regiões da cidade. O que acontece aqui? Rap, pixo, dança, grafite, samba, teatro, música, morada. A região é espaço de luta e resistência pela livre expressão e contra a gentrificação e a higienização promovida pelas políticas urbanas do município. Arte e cultura, vida e política se encontram nesse lugar.

    Convidada: Ludmila Zago – representante da Real da Rua e coordenadora da Frente Cultura de Rua, do Programa de Pesquisa Cidade e Alteridade /UFMG | MG
    Mediadora: Paula Kimo – pesquisadora e curadora da Mostra CineBH – Mostra A Cidade em Movimento| MG

    Detalhes

    Saiba mais
  • 25 ago 2017

    Mostra CineBH [ O som que vem das ruas 3 + Performance + Show ]

    Mostra CineBH: O SOM QUE VEM DAS RUAS 3

    → 26 de agosto
    Horário:
     21h
    Classificação Livre 
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA – MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| SESSÃO ESPECIAL “WORK IN PROGRESS”

    [ DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR ]

    Direção: Bruno Figueiredo
    72′, MG, 2017

    Início da década de 70. B onx, Nova Iorque. Em meio ao caos do gueto e das gangues da maior metrópole do mundo surge um novo e revolucionário estilo de vida: o hip hop! Em pouco anos já se torna parte do estilo de vida da juventude de todo o mundo… e em Belo Horizonte, na década de 80, não foi diferente. Ouça o som que vem das ruas.

    COMEMORAÇÃO DOS 10 ANOS DO DUELO DE MCs

    22h30 – ARTE | PERFORMANCE

    Local: Cine-Lounge | Centro Cultural CentoeQuatro

    G.A. BARULHISTA

    23h30 – ARTE | SHOW

    Local: Cine-Lounge | Centro Cultural CentoeQuatro

    DUELO DE MCs

    FAMÍLIA DE RUA – POCKET SHOW

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 26 ago 2017

    Mostra CineBH [ Li Per Li ]

    Mostra CineBH:LI PER LI

    → 26 de agosto
    Horário:
     17h
    Classificação indicativa – 12 anos
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA RETROSPECTIVA PIERRE LÉON

    [ FICÇÃO, DCP, P&B/B&W ]

    Direção: Jeanne Balibar, Pierre Léon
    61’, FRANÇA, 1994
    Com Serge Renko, MathieuRiboulet, Vladimir Léon, Renaud Legrand, Pierre Léon

    Cinco extraterrestres diferentões aproveitam seus últimos momentos na Terra. Apenas um deles sobrará para guardar o segredo de todos. Cópia restaurada por Pierre Léon em 2015 com o apoio de Maxence Dussère.

    Mais informações >> www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 26 ago 2017

    Mostra CineBH [ Da lona ao Pai Tomás + Roda de conversa ]

    Mostra CineBH: DA LONA AO PAI TOMÁS: A HISTÓRIA DO CABANA CONTADA POR SEUS PRIMEIROS MORADORES

    → 26 de agosto
    Horário:
     1815
    Classificação Livre 
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.

    LONGA | MOSTRA A CIDADE EM MOVIMENTO| TEMÁTICA: COMUNIDADE

    [ DOCUMENTÁRIO,DIGITAL, COR ]

    Direção: Marcus Vieira
    100′, MG, 2016

    O filme conta a história da comunidade da Cabana do Pai Tomás, uma das maiores da cidade de Belo Horizonte, desde o seu processo de ocupação nos anos de 1960 até os dias atuais, através da memória oral e imagética de seus primeiros moradores.

    Ao final da sessão haverá uma roda de conversa com a presença dos diretores dos filmes e convidados.

    RODA DE CONVERSA | Tema: COMUNIDADE

    O direito à moradia, a ocupação dos espaços obsoletos na cidade, o crescimento das vilas e favelas. A história do Cabana é um dos exemplos de luta da população pela construção de uma cidade onde caibam todas e todos. Qual o alcance das políticas públicas de habitação para garantia de moradia digna nesta cidade? Como as comunidades se organizam para reivindicar as lacunas deixadas pelo Estado?

    Convidado: Luiz Ferna do Vasconcelos – advogado popular e militante das Brigadas Populares, mestre e doutorando
    em Direito (UFMG) | MG
    Mediador: Marcelo Miranda – crítico de cinema e curador da Mostra CineBH | MG

    Mais informações  www.cinebh.com.br

    Detalhes

    Saiba mais
  • 26 ago 2017

    Mostra CineBH [ Mostra de Curtas + Performance + Show ]

    CURTAS | MOSTRA RETROSPECTIVA GESTO DE CINEMA

    → 26 de agosto
    Horário: 21h
    Classificação Livre 
    Entrada gratuita, com distribuição de ingressos uma hora antes da sessão.


    PAI AOS 15, Danilo Custódio
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 16’20, PR, 2016

    Sinopse – Gerson, um adolescente de 15 anos, vive a responsabilidade de cuidar de seu irmão mais novo, Léo.

    PAVÃO SEM CORES, Isabele Orengo
    EXPERIMENTAL, DIGITAL, COR, 8’44, PR, 2015

    Sinopse – Filme-fábula em homenagem a Delmárius Pavão Orengo.

    http://www.cinebh.com.br/programacao/filme/21218, Jandir Santin
    FICÇÃO, DIGITAL, COR, 17’17, PR, 2015

    Sinopse – Cafe, 17 anos, morador da periferia de Curitiba, encontrou o celular de Lina, 17 anos, que veio da Alemanha pra ver a Copa, e agora eles vão se encontrar.

    O MUNDO ESTRATIFICA O CORPO SE DESLOCA, Igor Urban
    DOCUMENTÁRIO, DIGITAL, COR, 21’, PR, 2017

    Sinopse – Após a criação de AylaMiejski, e diante de questões a respeito de si próprio, o realizador vai ao encontro de outras artistas, de estilos diferentes. O filme é um recorte de algumas visões do ontem e do hoje sobre ser drag queen no Brasil.

    LUIZA, Caio Baú
    DOCUMENTÁRIO, DCP, COR, 15’, PR, 2017

    Luiza trata da delicada relação entre uma jovem deficiente e o universo que a cerca, tendo a sexualidade como fio condutor para abordar questões como preconceito, relações entre pais e filhos, superproteção da família, autonomia, diferenças e amor.

    ARTE

    22h30 – ARTE | PERFORMANCE

    Local: Cine-Lounge | Centro Cultural CentoeQuatro

    G.A. Barulhista

    23h30 – ARTE | SHOW

    Local: Cine-Lounge | Centro Cultural CentoeQuatro

    DUO FINLÂNDIA

    BRASCUBAZZ – LA NOCHE CUBANA

    Detalhes

    Saiba mais