Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Categorias

  • Nenhuma categoria

Blog

20 mar

CentoeQuatro lança projeto Novos Horizontes – revelações do jazz em BH

Localizado no hipercentro da cidade, cenário de reocupação cultural e de retomada da vida noturna, o Café 104, instalado no centro cultural CentoeQuatro, lança o projeto Novos Horizontes – revelações do jazz em BH. Alinhado com a proposta do espaço cultural de ser um local aberto para a diversidade e experimentação, o projeto visa apresentar o talento de jovens músicos que se destacam pela criatividade e qualidade de seu trabalho.

Idealizado pelo músico Mauro Continentino e pela coordenadora artística do centro cultural, Inês Rabelo o projeto pretende também valorizar o trabalho dos músicos mineiros e consolidar o espaço como um lugar para escutar um jazz sofisticado e de qualidade. Já passaram pelo palco do Café 104 o sexteto Paris Jazz Underground, o trio mexicano Los Mind Lagunas e outros importantes nomes como Juarez Moreira, The Florida Keys, Swiss College Dixie, Benny Goodman Centennial Band, Jorge Continentino, Mike Hashime Judy Carmichael, Chico Amaral, The New Loymakers e Harry Allen.

O projeto integra a cena da música instrumental que esteve ausente durante algumas décadas e nos últimos anos caiu no gosto dos jovens através dos diversos festivais de jazz que acontecem na cidade como o Savassi Festival, BH é Jazz, I Love Jazz, entre outros.

A ideia é o aprimoramento de um trabalho que Mauro Continentino desenvolve desde novembro do ano passado no Café 104. Mauro convida músicos, faz a preparação e ensaios que resultam nas apresentações. Wagner Souza e Norton Ferreira estão entre os convidados.

A carreira de Mauro Continentino começou aos 34 anos. Experiente músico da noite, teve com um de seus mestres o pianista João Donato. Comandou durante cerca de dez anos, o Pianíssimo, casa de shows de sucesso na década de 80. Foi professor de três de seus filhos: Alberto, Jorge e Kiko, que hoje acompanham grandes nomes da música popular brasileira. Durante toda sua carreira se manteve tocando, sobretudo em bares e restaurantes, uma espécie de opção de vida.

O projeto Novos Horizontes – revelações do jazz em BH acontece em três etapas: seleção dos músicos, master class e por fim, as apresentações ao público. Através de uma curadoria musical bastante cuidadosa, a primeira etapa já foi realizada. Os músicos selecionados fazem parte de bandas de baile e das bandas do Exército e Aeronáutica.

A preparação dos instrumentistas acontece no CentoeQuatro duas vezes por semana e duram entre 3 e 5 horas. Durante a master class os músicos falam sobre o jazz e suas várias vertentes e praticam harmonia, formação de acorde, improviso e repertório. As apresentações para o público, podem ser em duo ou outras formações e acontecem toda quarta-feira à noite. O projeto prevê a apresentação de pelo menos dois músicos (ou duas formações) a cada mês.

Para a primeira edição do Novos Horizontes – revelações do jazz em BH o convidado é Yan Vasconcellos, com o contrabaixo ele vai acompanhar Mauro Continentino no piano acústico. O público pode conferir a qualidade musical e a sofisticação do jazz num espaço cuja própria arquitetura favorece a acústica e ainda desfrutar do charme de frequentar o centro da cidade. Como acompanhamento, o Café 104 oferece um cardápio eclético e despretensioso e uma carta de vinhos selecionada.

Detalhes

Deixe um comentário