Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Categorias

  • Nenhuma categoria

Blog

18 jun

Gastrophonic: Guilherme Castro, Avelar Jr. e Léo Dias

Gastrophonic é um projeto solo do compositor, produtor e guitarrista Guilherme Castro. Ele parte da expansão semiótica de poemas de sua própria autoria para uma versão sonora que dialogue com a tradição da canção popular brasileira. E esse espaço de diálogo é propiciado pela utilização de conceitos e práticas da música concreta e eletrônica, bem como noções sobre sistemas musicais interativos.

Programações em Max/MSP (ambiente de programação voltado para a elaboração de sistemas interativos) foram desenvolvidas para o gerenciamento e controle de sinais de áudio para performance em tempo real, onde processamento digital e execução musical acompanhada por fonogramas se fundem em uma apresentação com organicidade e expressividade.

Se valendo da interação simbólica entre signos sonoros e poéticos, o artista recria o conceito de canção na busca por uma sonoridade única e ímpar, onde a sutileza e o cuidado timbrístico ressaltam as possibilidades semióticas dos poemas.

O ARTISTA

Guilherme Castro é bacharel em composição, mestre em música, ambos pela UFMG (na área de música e tecnologia), além de ser doutorando em música na UNICAMP. É membro da am band SOMBA, da qual é fundador, além de compositor, guitarrista e produtor. Atualmente é professor do curso de licenciatura em música do Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix.

Já trabalhou como músico, técnico de som e produtor musical de diversas produções mineiras da nova safra de artistas, como os álbuns “Moira” (Maísa Moura), “A Outra Cidade” (Makely Ka, Kristoff Silva e Pablo Castro), “Autófago” (Makely Ka), “O equilíbrio do mundo” (Vezga), “Abbey Roça” (SOMBA), “Clube da Esquina dos Aflitos” (SOMBA), “Cuma?” (SOMBA), “Ventos de Outono” (Cálix), entre outros.

Deixe um comentário