Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Categorias

  • Nenhuma categoria

Blog

03 jun

O pianista, compositor e regente José Namen lidera quarteto em apresentação no Café 104

José Namen apresenta repertório com standards do jazz, músicas autorais e releituras de canções de diferentes gêneros, como bossa-nova, pop, MPB e rock com linguagem jazzistica. O músico faz apresentação acompanhado de Breno Mendonça (sax), Yan Vasconcellos (baixo acústico) e Guilherme Stephan (bateria). O show acontece no dia 16 de junho, às 21h, no Café 104.

Localizado no hipercentro da cidade, cenário de reocupação cultural e de retomada da vida noturna, o Café 104, mantém em sua programação importantes nomes da cena jazzistica. Já passaram pelo palco do café nomes como Juarez Moreira, o sexteto Paris Jazz Underground, o trio mexicano Los Mind Lagunas, The Florida Keys, Chico Amaral, Swiss College Dixie, Jorge Continentino, Benny Goodman Centennial Band, Mike Hashime Judy Carmichael, The New Loymakers e Harry Allen. Na próxima semana, o Café 104 apresenta ao público o talento de José Nanem.

Pianista, regente, arranjador, compositor e diretor musical, José Namen é formado em Regência pela Escola de Música da UFMG. Foi aluno de César Guerra Peixe, David Machado, Artur Bosmanns e Afânio Lacerda, entre outros. Com Jacques Klein fez o curso de extensão “Interpretação Pianística”.

Namen foi integrante e um dos fundadores do VERA CRUZ, grupo instrumental de grande repercussão em Belo Horizonte nos anos 80, formado por José Namen (teclados), Juarez Moreira (guitarra), Yuri Popoff (baixo), Mauro Rodrigues (flauta) e Nenem (bateria).

José Namen - Foto: Nelson Faria

Como tecladista integrou as bandas dos artistas Toninho Horta, Nivaldo Ornellas, Beto Guedes e Tavinho Moura, além de já ter se apresentado ao lado de grandes instrumentistas como Raul de Souza, Nico Assumpção, Teco Cardoso, Nelson Faria, Armando Marçal, Kiko Freitas, Idriss Boudrioua, Arismar do Espírito Santo, Marcos Suzano, Jorge Elder, Alberto Continentino, Lea Freire, entre outros.

Como diretor musical participou do CD “CAFUSO “, de Rosani Reis, gravado na Alemanha, pelo selo TIME LINE. Além da direção, fez os arranjos e atuou como tecladista naquela produção.

Assinou, dirigiu, fez arranjos e participou como tecladista do disco “RONDON E FIGAR”, lançado pelo selo Eldorado e indicado na CATEGORIA REGIONAL, ao VI Prêmio Sharp de Música.

Tem três CD’s gravados:

- “A TEMPO” (1993) com composições próprias

- “D’AQUI” (1996) com participação de Nivaldo Ornellas, Nelson Faria, Juarez Moreira e Idriss Boudrioua

- “BEATLES – UM TRIBUTO BRASILEIRO” (1999), onde ao lado de Nelson Faria, Marcos Suzano e Bororó, faz uma interessante releitura de canções do quarteto de Liverpool, temperada com harmonias jazzísticas e ritmos brasileiros.

Foi premiado com o “Troféu Pró-Música – Os melhores da Música Mineira”, de melhor arranjador do ano de 1998.

O público pode conferir a qualidade musical de José Nanem num espaço cuja própria arquitetura favorece a acústica e ainda desfrutar do charme de frequentar o centro da cidade. Como acompanhamento, o Café 104 oferece um cardápio eclético e despretensioso e uma carta de vinhos selecionada.

Detalhes

Deixe um comentário