Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Filtrar por data

Como Chegar

Praça Ruy Barbosa, 104 | Centro
Belo Horizonte | MG | 30.160-000
Telefone: (31) 3222-6457
contato@centoequatro.org

Funcionamento:
Café 104, Cine 104 e espaços multiuso: consulte a programação

Acesso para deficientes

Detalhes

Agenda

20 jul 26 jul

O futuro perfeito [ New directors – 2017 – Locarno 2016 Melhor Primeiro Filme ]

Direção –  Nele Wohlatz
Argentina, 2016, 65 min
Com Xiaobin Zhang, Saroj Kumar Malik, Mian Jiang, Dong Xi Wang

→ 20 a 26 de julho (exceto 23 e 24 de julho)
Horário: 19h

Entrada R$ 12 / R$ 6 (meia entrada)
Classificação 16 anos

Sinopse

Xiaobin tem 17 anos e não fala sequer uma palavra de espanhol quando chega à Argentina para encontrar sua família. Alguns dias depois, ela ganha o nome de Beatriz e um trabalho em um supermercado chinês. Sua família cuida de uma lavanderia e vive completamente isolada dos argentinos e da vida local. Xiaobin/Beatriz consegue guardar algum dinheiro e começa a frequentar um curso de castelhano. Ela testa seu novo idioma nas ruas e acaba conhecendo o indiano Vijay. Quando aprende o tempo condicional na escola, Xiaobin começa a pensar no futuro, no que aconteceria se seus pais soubessem de seu relacionamento com Vijay. Quanto mais ela aprende o novo idioma, mais ela é capaz de modificar sua realidade.

Sobre o filme – Sylvia Colombo, para Folha de SP

‘Futuro Perfeito’ retrata vida de imigrantes chineses em Buenos Aires

Quem passa um tempo em Buenos Aires não tem como não notar como a cidade, na última década, encheu-se de imigrantes chineses que vêm buscar neste distante ponto do mapa uma oportunidade de trabalho.

Geralmente empregam-se em lavanderias, açougues ou, de forma mais generalizada, em pequenos supermercados que, por comprar no varejo e gastar muito pouco com mão de obra, basicamente dos familiares, costumam ser mais baratos que as redes tradicionais.

“Vamos ao ‘chino’ e resolvemos”, costuma ser a solução rápida e prática dos portenhos com fome, pressa ou pouco dinheiro.

Mas poucos argentinos conversam de fato com eles, ou sabem como pensam. De fato, parecem duas civilizações distintas habitando o mesmo espaço físico.

Só por tentar investigar a dinâmica dessas duas dimensões de Buenos Aires, o filme da alemã Nele Wohlatz, nascida em Hannover, mas já vivendo na capital argentina há sete anos, tem grande mérito.

“Futuro Perfeito”, premiado em Locarno, acompanha uma imigrante chinesa, encarnada por uma não atriz, Zhang Xiaobin, que acaba de chegar à cidade onde seus pais já estão empregados em lavanderias e mercados. A pressão para que encontre rápido um trabalho e pague a mãe pela passagem desde a China causa tensão na jovem de 17 anos, que mal consegue balbuciar palavras em espanhol.

A trama se constrói em várias camadas. Numa, está Xiaobin, agora chamada de Beatriz, tentando aprender espanhol numa classe com outros imigrantes.

Em outros planos, desenvolvem-se cenários reais ou imaginários do que poderia ser sua vida na Argentina. O encontro com um namorado indiano, o choque com os pais opressores, a proibição (descumprida) de interagir com argentinos e a vontade de ser independente vão formando seu desafio, em meio à tentativa de formar uma identidade numa paisagem tão diferente e, por vezes, hostil.

Talvez por também ser estrangeira e ter tido suas dificuldades com o idioma e a cultura, Wohlatz fez um filme leve e até bem-humorado para um tema que é dramático e bastante presente, embora pareça existir apenas numa realidade paralela de Buenos Aires.

Detalhes

Vá de ônibus, táxi, bicicleta ou metrô | Próximo a Estação Central de metrô

Detalhes