Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Filtrar por data

Como Chegar

Praça Ruy Barbosa, 104 | Centro
Belo Horizonte | MG | 30.160-000
Telefone: (31) 3222-6457
contato@centoequatro.org

Funcionamento:
Café 104, Cine 104 e espaços multiuso: consulte a programação

Acesso para deficientes

Detalhes

Agenda

08 out

[ OLHO - vídeo art cinema ] Programa 2: IMPÉRIOS VULNERÁVEIS [REPRISE]

→ 8 de outubro
Horário:
21h
ENTRADA GRATUITA, com distribuição de ingressos meia hora antes das sessões
Classificação indicativa –14 anos

Como em um círculo, nossa história tende a se repetir. De fato, quando a memória é perdida, estamos condenados a repetir o que já vivemos. Este programa reúne obras que tentam reconstruir e lembrar a nossa história, tendo em mente que para o futuro ser diferente do passado, tem de ser um projeto reminiscente desse passado, mais do que uma mera esperança evanescente.

Dammi i Colori / Me dê as Cores
Direção – Anri Sala (2003, 15 min)
O filme aborda as mudanças em Tirana, capital da Albânia, três anos depois de um projeto de transformação urbana que envolveu a pintura de seus edifícios com cores vivas. “Queria mostrar imagens de um lugar onde falar de utopia é realmente impossível, e, por isso, utópico. Eu escolhi a noção de esperança, em vez de utopia. Foquei na ideia de trazer esperança a um lugar onde ela não existe. O filme é sobre como lidar com a realidade onde falta o luxo do tempo e do dinheiro.

News From the Near Future / Notícias de um Futuro Próximo
Direção – Fiona Tan (2003, 9 min)
Neste filme, cenas de arquivo de cinema mudo do início do século 20 foram editadas numa narrativa rítimica precisa, que oferece pistas de um futuro possível. A água, em todas as suas formas – jocosa, feroz ou implacável – é apresentada em sua relação com a vida humana, levantando questões sobre como nossa vida será afetada por um iminente aumento de seus níveis na Terra.

Coagulate / Coagular
Direção – Mihai Grecu (2008, 6 min)

Ausência, presença e distorções aquáticas nesta coreografia de fluidos, onde forças misteriosas torcem as leis físicas e afetam o comportamento dos seres vivos em espaços purificados.

Occidente
Direção – Ana Vaz (2014, 15 min)
Um filme-poema de uma ecologia de sinais, que fala da história colonial que repete a si mesma. Subalternos se tornam os senhores, antiguidades tornam-se conjuntos de jantar reproduzíveis, aves exóticas tornam-se moeda de luxo, exploração torna-se turismo de esportes extremos, monumentos tornam-se dados geográficos. Uma viagem esférica para Oriente e Ocidente, em círculos de expansão crescente em busca do lugar próprio de cada um, o lugar de cada um ao redor da mesa.

I’m Sorry. I have to Run / Desculpe, mas eu tenho de correr
Direção – Graeme Arnfield (2014, 10 min)

Um homem é perseguido em um canteiro de obras, aparentemente por ninguém. Mensagens de texto são escritas – incansavelmente – sem receber resposta. Uma balada dos anos 60 toca sem explicação. Juntos, esses elementos contam uma história interminável de potenciais perdidos e de futuros que falharam.

Sobre a Mostra OLHO
Fundado em 2014 por Alessandra Bergamaschi e Vanina Saracino, OLHO é um projeto curatorial que nasce com o objetivo de pesquisar e explorar as relações existentes entre a produção contemporânea de obras de arte em vídeo e o cinema. A premissa inicial, que ainda direciona sua pesquisa, é a forma como a arquitetura de um espaço imersivo pode contextualizar, influenciar e até mesmo redefinir a experiência do espectador com uma obra de arte, especialmente no que tange a percepção de obras baseadas no tempo e de imagens em movimento. Tem como objetivo pesquisar, analisar e reunir em sequências cuidadosamente curadas obras de arte em vídeo que estejam repensando a linguagem do Cinema, para que sejam exibidas em suas telas. Essa experiência visual envolvente é o ponto de partida para a realização de conferências, palestras e publicações que visem a construção de um diálogo interdisciplinar, com a contribuição de profissionais de várias áreas. [+ informações ]

Detalhes

Vá de ônibus, táxi, bicicleta ou metrô | Próximo a Estação Central de metrô

Detalhes