Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Filtrar por data

Como Chegar

Praça Ruy Barbosa, 104 | Centro
Belo Horizonte | MG | 30.160-000
Telefone: (31) 3222-6457
contato@centoequatro.org

Funcionamento:
Café 104, Cine 104 e espaços multiuso: consulte a programação

Acesso para deficientes

Detalhes

Agenda

07 out

[ OLHO - vídeo art cinema ] Programa 3: VIAGEM AO CENTRO DA TERRA

→ 7 de outubro
Horário:
20h
ENTRADA GRATUITA, com distribuição de ingressos meia hora antes das sessões
Classificação indicativa –14 anos

Do Cosmos aos Esquimós, passando por terras imaginárias e lugares inventados, das referências de conquistas coloniais à exploração do espaço, num diário pessoal ou numa narrativa não linear. Este programa reúne quatro obras caracterizadas por um forte espírito de exploração, que vai levar o espectador a uma viagem através de territórios familiares e desconhecidos.

Exland
Direção – Mihai Grecu (2013, 7 min)
Em algum lugar perdido entre fiordes majestosos e cumes nevados, misteriosos monumentos pós-modernos indicam uma presença humana ambígua, que tenta modificar a paisagem através de um simbolismo ideológico abstrato. O filme é, ao mesmo tempo, a visualização de trabalhos utópicos de land art, uma crítica à sociedade de consumo e um comentário irônico às catástrofes do imaginário contemporâneo.

On the Good Earth / Na Boa Terra
Direção – Basim Magdy (2011, 5 min)
O filme mostra misteriosas imagens granuladas em preto e branco de dois astronautas sentados atrás de grades em um espaço não identificável, mas cercado de objetos quotidianos, que testemunham a morte do maior sonho do homem.

The End of the Day and the Beginning of the World/ O Fim do Dia e o Início do Mundo
Direção – Shingo Yoshida (2015, 12 min)
Inspirado em contos folclóricos, este projeto foi realizado nas regiões siberianas de Chukotka e Beríngia, onde corre o Meridiano 180, a linha sobre a qual o hoje e o amanhã coincidem.

Há Terra!
Direção – Ana Vaz (2016, 11 min)
Há Terra! é um encontro, uma caçada, um conto diacrônico sobre o olhar e o devir. Como em um jogo, como em uma perseguição, o filme erra entre o personagem e a terra, a terra e a personagem, o predador e a presa.

Sobre a Mostra OLHO
Fundado em 2014 por Alessandra Bergamaschi e Vanina Saracino, OLHO é um projeto curatorial que nasce com o objetivo de pesquisar e explorar as relações existentes entre a produção contemporânea de obras de arte em vídeo e o cinema. A premissa inicial, que ainda direciona sua pesquisa, é a forma como a arquitetura de um espaço imersivo pode contextualizar, influenciar e até mesmo redefinir a experiência do espectador com uma obra de arte, especialmente no que tange a percepção de obras baseadas no tempo e de imagens em movimento. Tem como objetivo pesquisar, analisar e reunir em sequências cuidadosamente curadas obras de arte em vídeo que estejam repensando a linguagem do Cinema, para que sejam exibidas em suas telas. Essa experiência visual envolvente é o ponto de partida para a realização de conferências, palestras e publicações que visem a construção de um diálogo interdisciplinar, com a contribuição de profissionais de várias áreas. [+ informações ]

Detalhes

Vá de ônibus, táxi, bicicleta ou metrô | Próximo a Estação Central de metrô

Detalhes