Pular a navegação e ir direto para o conteúdo


Filtrar por data

Como Chegar

Praça Ruy Barbosa, 104 | Centro
Belo Horizonte | MG | 30.160-000
Telefone: (31) 3222-6457
contato@centoequatro.org

Funcionamento:
Café 104, Cine 104 e espaços multiuso: consulte a programação

Acesso para deficientes

Detalhes

Agenda

12 maio

Taego Ãwa  [ SESSÃO COMENTADA ]

Direção – Marcela e Henrique Borela
Brasil, 2013, 1h15m

→ SESSÃO COMENTADA: dia 12 de maio
Horário: 20h45
Entrada R$ 12 / R$ 6 (meia entrada)
Classificação indicativa– 10 anos

Cinco fitas VHS encontradas no armário de uma faculdade disparamo desejo desse filme. Anos depois, munidos de mais registros, Marcela e Henrique Borela vão ao encontro dos Ãwa na Ilha do Bananal. Levando com eles a memória do desterro ao qual foi exposto o povo Tupi que mais resistiu à colonização no Brasil Central. As imagens foram vistas, sentidas e mais imagens surgiram desse encontro em meio à luta por Taego Ãwa.

No dia 12 de maio, após a sessão os diretores comentam o filme conversam com o público. O encontro será mediado pelo crítico Ewerton Belico.

MARCELA BORELA e HENRIQUE BORELA são irmãos. Ele tem 26 anos e nasceu em Goiânia e ela tem 32 e veio pequena pra cidade com a família, que saiu de Araguari-MG. Formado em ciências sociais pela UFG, Henrique vive e trabalha em Goiânia, é realizador cinematográfico, pesquisador, curador e produtor cultural. Desde 2006, trabalha com cinema, exercendo diversas funções dentro da cadeia produtiva. Assinou a direção e roteiro de cinco curtas-metragens, entre os quais se destacam: Ainda que se movam os trens, de 2013, e Sob Nossos Pés, 2015, realizados em codireção com Marcela Borela e Vinicius Berger – e Porfírio, também de 2015. Marcela é realizadora audiovisual, pesquisadora, professora, curadora e gestora de projetos cinematográficos. Vive e trabalha na Cidade de Goiás. Antes de formar-se em comunicação social, escolheu o cinema quando participou de um set como figurinista. Desde 2004, reúne experiências em diferentes áreas do audiovisual e realizou cinco curtas como diretora e roteirista, além de um média, Mudernage, exibido na rede pública brasileira de TV, em países da América Latina e na China. Marcela tem especialização em história cultural pela UFG e mestrado em história pela mesma universidade. Foi diretora e curadora do Cine Cultura – Sala Eduardo Benfica, em Goiânia, entre 2011 e 2013. Henrique e Marcela são diretores do Fronteira – Festival Internacional do Filme Documentário e Experimental, juntamente com Camilla Margarida e Rafael Parrode, evento que é realizado pela Barroca, empresa brasileira de produção independente.

Ewerton Belico vive e trabalha em Belo Horizonte. Preside a Associação Filmes de Quintal, promotora do forumdoc.bh – Festival do Filme Documentário e Etnográfico de Belo Horizonte, do qual é um dos curadores. Foi co-roteirista do longa-metragem Subybaya, dirigido por Leo Pyrata, que estreou na XX Mostra de Cinema de Tiradentes, e ainda co-roteirista e co-diretoro (juntamente com Samuel Marotta) do longa-metragem Baixo Centro, atualmente em fase de finalização.

Detalhes

Vá de ônibus, táxi, bicicleta ou metrô | Próximo a Estação Central de metrô

Detalhes